Exemplo REAL de como utilizar a radiônica na terapia alternativa

Back to Blog

Exemplo REAL de como utilizar a radiônica na terapia alternativa

Embora no nosso Curso Completo de Radiônica Prática (disponível em inglês nas próximas semanas) explicamos como realizar tratamentos alternativos usando radiônicos, vamos mostrar neste blog algumas directrizes comuns usando um exemplo real de uma pessoa com cistite.

Uma senhora diagnosticada por um médico com cistite recorrente vai a um terapeuta alternativo que, entre outros métodos, usa radiônica com os seus pacientes. A senhora explica que, apesar de seguir as directrizes convencionais para a sua cistite, está a voltar aos seus sintomas habituais e quer ver se um tratamento diferente pode ajudá-la com o seu problema. Ela diz que, nesta ocasião, teve o desconforto habitual do seu problema regular durante cinco dias. O terapeuta investiga e verifica que os sintomas correspondem de facto a esta infecção. Além disso, o seu dispositivo radionico mostra medições que apoiam este diagnóstico, tanto nas secções “infecção” como “cistite” (utilizando o programa Radionic Lite do seu dispositivo ARE X3 Pro).

O terapeuta também procede à verificação se o paciente tem medições elevadas de “perturbações electromagnéticas”. Em poucos momentos, o dispositivo mostra indicações afirmativas. A senhora comenta sobre dois suplementos que está a tomar para o seu problema. O terapeuta verifica se são eficazes para esta pessoa e caso. O dispositivo radiônico indica que um deles não tem efeito a nível vibracional e o outro apenas 50%. A senhora confirma que, de facto, um deles não a ajudou em nada e com o outro só percebe melhorias que não acabam com o seu problema.

O terapeuta testa, com o dispositivo radiônico, dois outros remédios naturais recomendados para a cistite, verificando que um deles tem um efeito poderoso para este caso e pessoa. Ele recomenda o produto ao paciente.

O terapeuta utiliza agora primeiro o dispositivo radiônico para equilibrar a pessoa a um nível energético. Minutos mais tarde, ele pode ver que as medições foram normalizadas. A pessoa comenta que já pode ver algumas melhorias. Depois também procede à aplicação do remédio (a nível energético) utilizando o dispositivo e uma amostra do paciente. Esta é uma simples acção radionicativa para acelerar os resultados. O terapeuta também sugere algumas directrizes em relação à ingestão de fluidos, alimentos adequados e outros a evitar. A consulta termina.

O terapeuta, após a visita, decide também aplicar um programa radiônico para normalizar (em relação à infecção) e outro para reforçar a um nível geral (utilizando apenas a amostra da pessoa).

Algumas horas mais tarde, a senhora telefona para confirmar que se sente muito melhor e que o desconforto desapareceu, mesmo antes de começar a tomar o remédio.

Este caso simples é ilustrativo de algumas das formas em que os radiônics podem ser utilizados num ambiente de prática alternativa. É importante notar tanto as possibilidades de testar desequilíbrios (a nível vibracional) como a escolha de soluções (dentro das normalmente sugeridas para um determinado problema). Salientamos também o facto de que a maioria das patologias apresentam melhorias quando os desequilíbrios electromagnéticos gerais são normalizados (geralmente causados por razões ambientais ou pela exposição contínua a aparelhos eléctricos e emissores de sinais), pelo que é essencial trabalhar neste aspecto como uma medida de choque inicial numa base regular. Ao realizar este equilíbrio inicial, pode-se ver como a aplicação de qualquer remédio é muito mais potente e os resultados são acelerados. Tenha isto em mente quando utilizar radioníquios ou qualquer dispositivo bioenergético que tenha esta possibilidade terapêutica.



Share this post

Deixe um comentário

Back to Blog